Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sexta-feira, 19 de Março, 2010

Como já tive ocasião de referir algumas vezes, não concordo muito com o dia disto e o dia daquilo. Porque acho um disparate pegado. É um apelo ao consumismo que, já por si, anda desenfreado, sim, mesmo com a crise. E porque, na maior parte dos casos são "americanices" fruto de uma sociedade virada (em demasia?) para a televisão. Estou a lembrar-me, assim de repente, do dia dos namorados, halloween e outros dias que tais.

Fora deste meu mau feitio estão o dia da mãe e o do pai. Continuo a não aderir à veia consumista, calma. Se calhar porque me recordo das habilidades que se faziam para lhes oferecer quando éramos miúdos - sim, não se me ocorre outro termo para aquelas geringonças que fazíamos no colégio / escola.

O meu pai é um homem fantástico. Mesmo. Terá os defeitos dele (como toda a gente) é alguém muito, muito teimoso, mas, essencialmente,  genuíno e alguém (que eu sei) em quem posso contar, incondicionalmente. E vice-versa. Nem sempre estamos de acordo. Melhor dizendo, é raro estarmos em sintonia. Mas isso não interessa mesmo, mesmo, mesmo nada. Apesar de todos os contratempos (ou se calhar devido a esses ditos) temo-nos vindo a aproximar. É tão bom quando ele me diz que tem orgulho em que eu seja filha dele. Já o referi inúmeras vezes e não me canso de repetir: tenho o melhor pai do mundo e não o trocava por nada! Obrigada por ser o meu pai!

tags:
publicado por K às 00:32

E hoje, se isso não é tudo, é o mais importante.
Shadow a 19 de Março de 2010 às 12:47

:) também concordo! beijinhos.
K a 19 de Março de 2010 às 13:59


mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)