Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sexta-feira, 05 de Fevereiro, 2010

Sim, continuo com algum problema. Isso ou a atravessar uma qualquer crise existencial. E nem sequer entendo porquê a nomeação do George Clooney.
Dentro do género, o filme não se pode considerar mau. Sem sombra de dúvida que é uma grande crítica à sociedade americana (e quem, sabe, à europeia também), mas, pelo menos, para mim, só isso... é pouco. Sim, é uma produção simples - para mim essa não é a questão. Existem também algumas críticas à forma como hoje em dia, algumas pessoas, se envolvem sentimentalmente. Para além das questões tecnológicas (e as "mazinhas" que elas são). Up in the air fica muito aquém das expectativas (criadas pelo que ouvi dizer, nomeações para globo e óscar do Clooney). Alguns detalhes poderão ser realçados (não quero estragar "a coisa" para quem ainda não viu). Conseguimos rir algumas vezes e ficar à beira de nos emocionar também. No entanto... lamento, não conseguiu encher-me as medidas.
Férias.... eu preciso de férias! Pode ser que quando voltar consiga voltar a apreciar, verdadeiramente, filmes...

tags:
publicado por K às 00:16

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)