Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sábado, 30 de Janeiro, 2010

A queda de tensão da avó da M. e a facilidade com que alguém que está mesmo ao nosso lado a sentir-se mal e nós nem nos apercebemos. Felizmente tudo terminou em bem. A verdade é que ninguém ganhou para o susto. Até porque a avó da M. já tem (infelizmente) um longo historial de problemas de saúde.
E a forma como cada pessoa reage perante o problema? Há quem consiga manter a cabeça fria. Quem resolva exteriorizar as coisas gritando, como se o elevar de voz ajudasse. Quem simplesmente paralise. Quem proteja os mais pequenos (e havia muito novos), levando-os para o quarto ao lado. Quem mantenha alguma cabeça fria, dentro do possível. Ninguém sabe como age, verdadeiramente, neste tipo de situações sem ter passado por elas e - mesmo assim, nem sempre reagimos da mesma forma.

O que importa é que tudo não passou de um valente susto.

tags:
publicado por K às 01:49

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)