Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 20 de Janeiro, 2010

é não arriscar, mesmo.
Sou supersticiosa q.b., creio. Não deixa de ser curioso que meia-hora depois de ter estado a falar sobre este assunto com a Paty R. (de ela admitir que é muito supersticiosa e eu a afirmar que tenho os meus momentos, mas não sou por aí além) tenha deixado cair ao chão o meu porta-chaves que tinha um "olho grego da sorte" - não sei porque se chama assim, mas é o que dizem as páginas que consultei on-line. Este até tinha vindo, directamente, da Turquia e tinha sido um presente da AL.
Haviam de ver o meu ar quando vejo metade do olho para um lado e metade para o outro - nota, mais uma curiosidade, enquanto isto sucedeu estava ao telefone com a AL a falarmos de alguns aspectos da viagem.
Ao que consegui apurar, supostamente, este amuleto protege quem o utiliza da "inveja alheia" e, caso se quebre é sinal que está a funcionar (no sentido de nos proteger). A minha dúvida era se o podia colar e continuar a usar (o meu sentido muito prático a funcionar). Parece que não. Será que isto não é uma forma de continuar os negócios de quem comercializa esta coisa? Não sei. Mas, é uma daquelas coisas em que eu prefiro nem arriscar. É aquela velha história que os nossos vizinhos têm um ditado e tudo (lamento, mas o meu castelhano não me permite deixar aqui na língua original): eu não acredito em bruxas, mas que as há, há! (é qualquer coisa assim).
Como tal, parece que vou ter de deitar este fora (os dois bocados) e ver quem será a alma caridosa que me oferece o próximo - é para que nos consiga proteger, tem de ser oferecido, não pode ser adquirido por nós... enfim, parece-me (mais uma coisa um tanto ou quanto estapafúrdia, mas enfim!). Na volta, o melhor é não arriscar e cumprir a "tradição".

tags: ,
publicado por K às 07:33

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)