Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 18 de Janeiro, 2010

inadvertidamente partimos um copo logo ao raiar do dia. Logo eu que, apesar de troca-tintas numa série de coisas, desastrada noutras tantas consigo passar anos (décadas!) sem partir louça nenhuma. E sim, antes que venham daí as más línguas, utilizo, diariamente, louça em minha casa e coloco-a na máquina da loiça and so on, and so on - logo não será verdade que parto um copo na única vez que me desloco à cozinha.
Sim, naturalmente não tem nada de mal. Mais a mais ninguém se magoou - outro aspecto deveras importante - mas, de qualquer maneira, creio, tratava-se de um presságio anunciando o dia fantástico que me aguardava. Confirma-se. Afinal é 2ª Feira. Porque será que ainda me surpreendo?

For the record, a nova iluminação da casa-de-banho continua fabulástica e não, naturalmente, ainda não se escaqueirou no chão! Claro que se tivesse sido eu a colocar, o resultado seria outro, completamente distinto, para muito pior, obviamente.

publicado por K às 13:46

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)