Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Sábado, 16 de Janeiro, 2010

O dia em sentir que não existe a bela da "cunha", o fechar os olhos a algumas coisas só porque é não-sei-quem, ou filho de seja-lá-quem-for, neste país que é o meu (e que eu gosto muito, apesar dos pesares) vou sentir-me muito mais feliz. E porquê isto agora? A propósito desta notícia. Claro que em vez de dar o exemplo, vamos agir como se nada de mal tivesse acontecido. Afinal é alguém do governo e ía, ao serviço de todos nós, para uma tomada de posse. Não é essa a função do desgraçado? Não é para isso que recebe o ordenado? Para andar no meio da cidade a 120 km/h a caminho dos eventos todos que tiver de ir, no desempenho das suas funções? Curioso. Do alto da minha ignorância, sempre achei que, acima de tudo, quem tem responsabilidades (estou a referir-me deste o mero "chefe" até ao administrador, neste caso desde o deputado até ao presidente da república) deve dar o exemplo. Claro que se for uma pessoa "de bem" e com principios "sólidos" fá-lo sem dar por isso, sem qualquer esforço; está-lhe no sangue (esta é a grande diferença das pessoas, preconceito meu, ou não, é o que eu penso). Caso contrário, tem (ou teria?) de passar por inúmeras "acções de sensibilzação / lavagens cerebrais / mas, não estando incutido, irá estalar e desaparecer como o verniz das minhas unhas ao fim de três dias - porque sou completamente descuidada neste tema. Seja como for, esta sensação de que a justiça só é aplicada a alguns, os outros ficam impunes... espalha a podridão e, numa altura de crise como esta só apela a que, cada vez mais, seja cada um por si. Em plena avenida da liberdade da capital de um país dito "evoluído". Já viram bem a contradição? E se alguém tivesse, efectivamente, sofrido graves consequências? Nessa altura iriam crucificar o desgraçado do motorista? É preciso alguém sofrer danos sérios para se tomarem algumas medidas? Este caso não serve para abrir os olhos?

Quando? Quando vai terminar esta mania que só uns pagam multas? Só alguns pagam impostos? ... Quando?

Bem, vou até ali exercitar os meus músculos doridos, antes que a veia viperina rebente.

tags:
publicado por K às 08:56

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)