Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 22 de Dezembro, 2008

Depois de um fim-de-semana algo complicado... a minha mãe não está melhor e tememos o pior com a eventualidade de nem sequer poder vir passar o Natal a casa. O que deixa de rastos qualquer pessoa. Apesar das melhoras não serem nenhumas, há agora uma possibilidade de passarmos o Natal, juntos, em minha casa. É uma estreia para mim. Ser em minha casa. Vai fazer-nos muito bem. A todos. Agora que penso no assunto, até parecia que estava a adivinhar quando, no início de Dezembro, resolvi fazer a árvore de Natal. Vai ser bom. Calminho. Vamos estar juntos. É tudo o que interessa.

 

Ontem fui ao funeral da mãe do meu padrinho. 102 anos muito preenchidos. Deixou um legado de filhos, netos e bisnetos. Morreu em paz. Sem sofrimento. Custa sempre, principalmente para os que estão mais próximos, mas, sem dúvida, foi uma morte santa (é uma contradição... sem dúvida).

 

Só quero que a minha mãe melhore. Que esta fase passe, definitvamente. E que TODOS possamos, respirar, finalmente, de alívio. Deixando o pesadelo para trás.

 

tags: , ,
publicado por K às 13:11

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)