Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Terça-feira, 05 de Janeiro, 2010

Cada dia que passa tenho menos paciência para (neste caso gaijos) quem finge que faz, não deixa fazer, passa o tempo inteiro a distrair o resto das pessoas (que tentam e querem fazer). Irritam-me os sonsos, sempre tiveram esse efeito em mim. Aborrece-me que outros caiam na cantiga deles, que não consigam distinguir quem, realmente, pretende e esforça-se por fazer. Depois há os pobres de espírito (ou talvez não, se calhar eles é que estão bem) que vão atrás. Veneram-nos como verdadeiros Deuses. Para alguém com este tipo de carácter é como ganhar o euromilhões: ter alguém que o reconhece, que o tem em grande consideração.

Mesmo comigo com os headphones quase no máximo, sim, corro o risco de ficar surda (será que pode ser considerado "malefício do trabalho"?), irrita-me que passe o dia inteiro blá-blá-blá. Mesmo quando se tratam de assuntos relacionados com trabalho, como é alguém que gosta que lhe massagem o ego, demora duas horas (bem contadas) a transmitir o que poderia ser dito em quinze minutos.

Sim, K. com o seu mau feitio no máximo. Mas, depois de passarem trinta dias, inteirinhos, em situações análogas, falem comigo e digam-me se não tenho alguma razão.

Naturalmente que não defendo que esteja tudo calado as não-sei-quantas-horas de trabalho. nem tão pouco defendo que se fale, exclusivamente, de assuntos de trabalho. Como tudo nesta vida, não é no preto nem no branco que está o equilíbrio. A questão é perceber-se quando estamos muito longe desse meio termo.

Vidas...

publicado por K às 12:00

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)