Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Terça-feira, 05 de Janeiro, 2010

De há uns tempo para cá, dou por mim a elaborar e completar uma lista imaginária de coisas que gostaria de fazer antes de morrer. (Esta é a parte em que autorizo que se riam à gargalhada, não tem qualquer problema).

E porquê tudo isto? Porque há, invariavelmente, uma altura da nossa vida que tomamos, realmente, consciência que não somos imortais - já a Mafalda canta e muito bem (sim eu gosto, azareco para quem não aprecia) - Em especial quando, à nossa volta, morrem pessoas que nos são muito queridas. Ou, sente-se essa malfadada coisa a rondar alguém que nos é muito, mesmo muito, querido. Damos por nós a fazer contas de cabeça (logo eu... oh Mon Dieu, para essas contas sempre fui uma desgraça, ninguém é perfeito... eu "sabo") e a nomear a enormidade de coisas que gostaríamos de fazer, antes que seja tarde de mais.

Não, não estou obcecada com a morte. Diria até mais, bem pelo contrário. Estou, sim, confesso, absolutamente obcecada com a vida. Viver intensamente (naturalmente considerando as consequências) - isto porque viver intensamente, pelo menos para mim, não é andar numa estrada portuguesa a 200 km/h (isso seria caminhada, ou melhor corrida, vertiginosa para a morte) nem nada que se pareça - é o que tenho procurado, sem dúvida.

Para exemplificar: tenho procurado estar com quem quer estar comigo. Os outros, não quero nem saber, mesmo. Não lhes desejo mal nenhum, acreditem ou não. Simplesmente, não me interessam. Tenho tentado, igualmente, apreciar os pequenos detalhes, os pequenos (que se transformam em GRANDES) momentos "fabulásticos". Creio que é o que nos enriquece: as boas memórias que vamos construindo sobre alicerces bem fortes, capazes de resistir às piores intempéries naturais e humanas.

Onde é que eu ía? ... Na lista.
Esta continua a ser elaborada - de tal forma que já passou para a forma "papel" (formato electrónico, porque penso no ambiente, lá está!). Está bem longe de estar finalizada, claro está. Vai dar-me um gozo enorme quando começar a riscar algumas das coisas. A nossa vida é feita de sonhos. Alguns tangíveis, outros mais ou menos. A ver vamos quantos irei conseguir realizar. Alguns em 2010, assim espero. Outros... em breve.

tags: ,
publicado por K às 08:19

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)