Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 07 de Dezembro, 2009

Gostava, sinceramente, de poder acreditar que no final da cimeira de Copenhaga (começou hoje) vão sair orientações que serão seguidas. E não esquecidas, deixadas para sétimo plano, ultrapassadas pelos objectivos imediatos de crescimento desmedido e economias usurpadoras. É muito bonito reunirem-se (quase) todos. Falarem e debaterem o assunto - não digo que não. Agora, quando depois, em vez de se agir no sentido de baixar as emissões (gases efeitos de estufa) falar mais alto a "máquina de guerra" que tem de ser alimentada...

Não quero estar a vestir a pele de velho do Restelo (a verdade é que ainda me lembro dos protocolos de Quioto - e do que não foi cumprido), mas, até ver, estou um-tudo-nada céptica.

E, lamentavelmente, não tenho orgulho nenhum em estar a reconhecer estado de espírito - apesar de verdadeiro. Deixa-me até um pouco preocupada.

A ver vamos.

publicado por K às 21:09

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)