Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 07 de Dezembro, 2009

Judite de Sousa para António Vitorino: «Há alguém que ainda esteja virgem?»
Isto a propósito das contendas políticas, dos "diz-que-disse" que andam sempre a vir a lume (e supostamente deixando no ar que todos os quadrantes políticos terão telhados de vidro, com o temporal que anda por aí... atenção que isto tudo são palavras minhas). Ele devolve afirmando que o nosso primeiro é um coitadinho.

Só não vê quem não quer. Virgens, ou não.

Sinceramente, sabem o que eu, efectivamente lamento?

Que tenham transformado a política numa prostituta barata, desdentada, cheia de celulite e com tanta cocaína no corpo que quase não se segura. Isso sim, é o que, realmente, me entristece.

tags:
publicado por K às 21:02

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)