Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Segunda-feira, 09 de Novembro, 2009

Que iniciou a queda de algo que envergonhou a Europa, durante anos a fio. É um assunto que mexe especialmente comigo - não consigo, assim à primeira vista, identificar o porquê... ou talvez seja capaz...
Hoje, enquanto vinha para o trabalho - é, aliás, uma das razões porque sou tão fiel à radio comercial e ao Pedro Ribeiro - foi recordado o episódio em que foi anunciado o fim "da coisa". De uma forma, algo improvável, inesperada - como se uma coisa destas tivesse um "modus operandi". Mas lembro-me de ter pensado: «o quê? tanta gente morreu a querer passar de um lado de Berlim para o outro, de forma completamente estapafúrdia e ridícula, desumana... e... assim, como se fosse a coisa mais normal do mundo... a coisa já está resolvida? Já não há fronteiras? O.K., já morreu gente a mais (a grande maioria civis), não era preciso, certamente, haver mais guerrilhas, batalhas, para se deitar - o que nunca deveria ter sido erguido - o muro abaixo. Mas não deixa de ser um tanto ou quanto irónica, esta maneira de ser dos humanos "acho que as fronteiras já estão abertas a partir deste momento"». Sim, o povo alemão conseguiu, uma vez mais, demonstrar o calibre de que é feito.
Consigo lembrar-me claramente deste episódio da história.

Da única vez, até ao momento, que visitei Berlim fiquei deslumbrada e completamente rendida. Quero lá voltar, sem dúvida e... continuar a invejar (no bom sentido) a capacidade que eles têm de se reerguer, sempre que há qualquer capítulo da história que tenta levar-lhes a melhor.

tags:
publicado por K às 08:55

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)