Há dias excelentes, memoráveis. Há também os menos bons. Os marcantes. Os decisivos. Este espaço é, apenas, um conjunto de desabafos fruto dos dias que vou percorrendo e da minha (in)sanidade mental. E, tal como eu... tem dias!

Quarta-feira, 04 de Novembro, 2009

Onde está um buraco, quando precisamos dele?
Tenho de reconhecer, o meu estado de insanidade (mental) está a atingir níveis assustadores. Isso ou, tenho, efectivamente, de começar à traulitada para ver se durmo mais-do-que-as-belas-quatro-horas. Pode ser que se voltar a dormir o número de horas aceitável, o estado de insanidade diminua... then again, provavelmente não tenho, mesmo, é remédio nenhum, está visto.
O que foi que sucedeu? Do alto da minha insanidade consegui realizar a seguinte proeza... Fui almoçar com as colegas de trabalho (aqui ao "estaminé", localizado mesmo em frente). Funciona tipo "self-service". Lá fiz o pedido, tudo óptimo. Segui para a mesa - onde já se encontravam as outras colegas. Entre garfadas de quiche (hoje o meu almoço) íamos pondo a conversa em dia - pormenor: sabe sempre muito bem disparatar à hora do almoço (nas outras alturas também, mas hélàs, no trabalho, nem sempre é oportuno realizarmos esse devaneio) - quando já tinha terminado (continuo com o defeito de, mesmo estando a conversar, almoçar nuns míseros 7, vá... 10 minutos... vidas!), sou brindada com um telefonema da P. a propósito de umas trocas de e-mail realizadas durante a manhã. Consigo sair da zona das mesas (atenção, é mesmo uma autêntica proeza, o espaço é exíguo, ainda para mais quando atrás de nós está alguém de constituição física muito avantajada e que nem se mexe, para nos facilitar a vida) com o tabuleiro nas mãos e, claro, o telemóvel no ouvido. Coloco o tabuleiro no devido local (sempre a falar ao telemóvel) e encaminho-me para a saída. Quando sou interpelada por alguém, informando-me que o senhor da caixa está a chamar-me. Sempre comigo a falar ao telemóvel (o que vale é que sou um ás em mímica), o senhor informa-me que eu não tinha pago a refeição (detalhe: paga-se sempre antes de irmos para as mesas... logo aqui a K. do alto da minha insanidade, pura e simplesmente peguei no tabuleiro e... ala que se faz tarde e já estou com alguma fomeca!) Que vergonha!!!!!!! Pensei logo de imediato!!!! Logo eu!!!! Onde está o tal buraco? Desfiz-me em desculpas, enquanto ía pagando - sim, não deixei de falar ao telemóvel, mas lembrem-se que as mulheres são sempre multi-tasking, sempre! - e sempre a pensar... que vergonha!!!

Ahhhh mas, tenho para mim, que a tarde vai ser muito mais fabulástica... 'bora ver!

tags: ,
publicado por K às 13:12

mais sobre mim
Gosto de...
Dias de Verão: praia, calor. Dias de Inverno: frio e neve. Família. Amizade sincera. Amor. Cantar a plenos pulmões. Dançar até cair para o lado. Boa gargalhada. Fazer tudo e coisa nenhuma. Música. Bom livro. Bom filme. Gelados. Chiquelates. Café. Chá. Dormir. Acordar com vontade de gozar o dia. Conversar horas a fio. Silêncio. Mar. Lua. Estrelas. Guiar sem destino. Viajar. Fotografia. Cheiro a "chuva molhada". Campo. Cidades. Cães. Ar livre. Futebol. Escrever. Pão quentinho com manteiga. Não dar pelo passar do dia. Férias. Trabalho... (nota: ordem aleatória)